Associação Musical de Évora
Historial
Escola de Música da Sé de Évora
Coro Polifónico
Formação
Programação
Arquivo
Conservatório Regional de Évora
Historial
Educação/Ensino
Cursos
Projeto Educativo
Regulamento Interno
Informações
Horários
Professores
Programação
Notas Musicais
Arquivo
Arquivo



Existem entradas arquivadas para 10 2019


As XXII Jornadas Internacionais de Música da Sé de Évora, 2019, decorreram com grande Sucesso Imprimir e-mail

As XXII Jornadas Internacionais de Música da Sé de Évora decorreram com grande Sucesso
jornadas_1.jpg

As XXII Jornadas Internacionais "Escola de Música da Sé de Évora- Ligações à Música do Paço Ducal de Vila Viçosa", promovidas pela Associação Eborae Mvsica encerraram no dia 13 com um Concerto pelas 17h00 na Sé de Évora a que o público acorreu em número de cerca de 250 pessoas que aplaudiram de pé.
jornadas_2.jpg

Durante estas Jornadas que decorreram de 10 a 13 de Outubro, para além dos Workshops durante todo o dia, tiveram lugar as seguintes atividades: no dia 10 a Sessão de Abertura e uma Conferência por Bernadette Nelson, no dia 11 um Concerto por La Grande Chapelle sob a direção de Albert Recasens, no dia 12 um Concerto por “Officum Ensemble” direção de Pedro Teixeira e “ Capella Sanctae Crucis” direção de Tiago Simas Freire; estes concertos tiveram lugar na Sé de Évora com um público de cerca de duzentas pessoas que demonstraram o seu agrado através de muitos aplausos e de comentários entusiásticos.

No dia 12 decorreu na Igreja dos Agostinhos, em Vila Viçosa, um Concerto por “La Grande Chapelle” direção de Albert Recasens ao qual assistiram também cerca de duzentas pessoas.

No dia 13 no Concerto de Encerramento houve a participação do Coro Polifónico “Eborae Mvsica” dirigido por Eduardo Martins, do Coro dos Participantes dirigido por Owen Rees e Armando Possante e do Grupo de Instrumentistas dirigido por Tiago Simas Freire.

jornadas_3.jpg

A acompanhar os ateliers de Coro esteve sempre o pianista Nicholas McNair e a Técnica Vocal foi orientada por Joana Nascimento. Os ateliers para Instrumentistas foram orientados, por Tiago Simas Freire, Pedro Lopes e Castro, David Joseph Yacus e José Rodrigues Gomes; os ateliers para coralistas foram dirigidos por Owen Rees e Armando Possante. No primeiro dia das Jornadas teve lugar uma visita à Sé de Évora, Museu de Arte Sacra e Arquivos da Sé orientada por Jorge Raposo.

A direção artística das Jornadas foi de Pedro Teixeira.

 Neste ano as Jornadas tiveram cerca de oitenta participantes que deram um parecer muito positivo a tudo o que foi realizado durante as mesmas e prometeram regressar de novo.

Os formadores envolvidos também apreciaram as Jornadas deste ano de forma muito elogiosa e afiançaram que é um trabalho que tem de ser continuado no sentido da divulgação do reportório da Escola de Música da Sé de Évora, aprofundamento de técnicas vocais e instrumentais e criação de espaço de intercâmbio de saberes, vivências e culturas que são os objetivos que presidiram à realização das Jornadas que já contam com vinte e duas edições.

Ler mais...
 
13 Out, 17h00- Concerto de Encerramento das XXII Jornadas Internacionais de Música da Sé de Évora Imprimir e-mail

Concerto de Encerramento das XXII Jornadas Internacionais de Música da Sé de Évora
_foto_final_do_concerto_das_jornadas_2018_-_cpia.jpg

As
XXII Jornadas Internacionais "Escola de Música da Sé de Évora- Ligações à Música do Paço Ducal de Vila Viçosa", promovidas pela Associação Eborae Mvsica encerram no dia 13 com um Concerto pelas 17h00 na Sé de Évora.

Neste concerto haverá a participação do Coro Polifónico “Eborae Mvsica” dirigido por Eduardo Martins, do Coro dos Participantes dirigido por Owen Rees e Armando Possante e do Grupo de Instrumentistas dirigido por Tiago Simas Freire.

O programa a apresentar pelo Coro Polifónico será: Aquam quam ego dabo – Manuel Mendes; In jejunio et fletu de Diogo Dias Melgás, Audivi vocem de Caelo – Duarte Lobo; Sepulto Domino e Regina Caeli – Estevão de Brito; Aleluia – Manuel Mendes.

O Coro Polifónico “Eborae Mvsica” foi criado em 1987 e interpreta sobretudo a polifonia da Escola de Música da Sé de Évora (sécs. XVI e XVII), seu objetivo primordial, como também outras obras de diferentes épocas.

Eduardo Martins, Mestrado em Direção Coral, dirigiu vários coros entre os quais o Coral de Letras da Universidade de Coimbra e o Grupo Coral Laudamus – Ovar, e o Coro Sacro e Coro de Câmara da ESML. Atualmente dirige o Coro Polifónico Eborae Musica – Évora, o Grupo Coral ViVaVoz – Oeiras, Coro da Universidade de Lisboa e pontualmente o Coro Tejo – Lisboa.

Coro dos Participantes apresentará as obras trabalhadas durante os quatro dias das Jornadas, dos compositores Fernando de Almeida, João Lourenço Rebelo, Duarte Lobo, Manuel Cardoso, Aires Fernandez e Gines de Morata.

Armando Possante é professor no Instituto Gregoriano de Lisboa e na Escola Superior de Música de Lisboa. Orientou workshops de Canto e música coral no Canadá, Inglaterra, Singapura e em Portugal, destacando-se as Jornadas Internacionais de Música da Sé de Évora, onde trabalhou ao lado de Owen Rees e Peter Phillips. É director musical e solista do Grupo Vocal Olisipo e do Coro Gregoriano de Lisboa.

Owen Rees é Leitor da Faculdade de Música, Fellow, Tutor e Organista do The Queen's College, e Investigador Sénior do Somerville College. Exerce actividade como académico e como intérprete, e essas duas áreas do seu trabalho complementam-se. A sua área de investigação está essencialmente relacionada com a música entre 1450 e 1650, particularmente em Espanha, Portugal e Inglaterra. A sua investigação reflecte-se frequentemente nos concertos e gravações dos vários grupos vocais que dirige:Contrapunctus, The Choir of The Queen’s College e The Cambridge Taverner Choir.

Pedro Teixeira obteve o grau de mestrado em Direção Coral pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde trabalhou com o Maestro Vasco Pearce de Azevedo e Paulo Lourenço. É diretor artístico do Grupo Vocal Officium; é diretor artístico das «Jornadas Internacionais Escola de Música da Sé de Évora», organização de Eboræ Musica – Associação Musical de Évora, que conta já com vinte e uma edições anuais. Recebe em 2002 o prémio “The most promising conductor of Tonen 2002” na Holanda.

O Grupo de Instrumentistas interpretará as obras trabalhadas durante as Jornadas, dos compositores João Lourenço Rebelo, Filipe de Magalhães e Duarte Lobo.

Ler mais...
 
10-12 Out-Conferência por Bernadette Nelson “Relações Musicais: Sé de Évora e o Paço Ducal V Viçosa Imprimir e-mail

Dia 10 e 12,, em Évora e Vila Viçosa, às 10h00 e 18h00, Conferência por Bernadette Nelson, “Relações Musicais entre a Sé de Évora e o Paço Ducal de Vila Viçosa”, no Convento dos Remédios e na Igreja dos Agostinhos.
bernadette-nelson-foto.jpg

Bernadette Nelson é, atualmente, investigadora sénior do CESEM-FCSH, Universidade Nova de Lisboa. É também membro do Wolfson College em Oxford. Doutorou-se em 1987 no Somerville College em Oxford com uma tese sobre música ibérica para órgão da Renascença e do primeiro Barroco.

Tem trabalhado em instituições, tais como as Universidades de Oxford, Hong Kong, o Royal Holloway College Londres, e o Ashmolean Museum. Nelson tem publicado extensivamente em tópicos relacionados com a música polifónica ibérica e francoflamenga,tais como estudos institucionais, musico-litúrgicos e composicionais, música para tecla e a música sacra de Noel Bauldeweyn e Cristóbal de Morales. Entre os seus interesses encontram-se também as trocas e influências entre a cultura da Europa do Norte e do Sul e ainda a música durante o período renascentista. Os seus projetos de investigação atuais centram-se na música, músicos e cerimónia nas corte e capela portuguesas e na música e músicos na corte de D. Teodósio I, duque de Bragança. Entre as suas publicações recentes destacam-se: ‘Cristóbal de Morales: Sources, Influences, Reception’ (co-ed. O. Rees:Boydell & Brewer, 2007); e ‘Pure Gold. Golden Age Sacred Music in the Iberian World: A Homage to Bruno Turner’ (co-ed. T. Knighton: Reichenberger, 2011). Nelson participou em vários projetos de investigação em música e história da Arte financiados pela FCT, sendo o mais recente “A anatomia da polifonia ibérica de finais do século XV e inícios do século XVI” (dir. João Pedro d’Alvarenga no CESEM). É coordenadora da secção de fontes de polifonia da “Portuguese Early Music Database” do CESEM, e fundadora e co-diretora (com Owen Rees) do grupo britânico de música antiga A Capella Portuguesa, que se encontra sediado em Oxford.

Ler mais...
 
12 OUT, 19h00 - Concerto por Officium Ensemble e Capella Sanctae Crucis, Sé de Évora Imprimir e-mail

Officium Ensemble e Capella Sanctae Crucis na Sé de Évora
officium_emsemble_-_cpia.png

No âmbito das XXII Jornadas Internacionais "Escola de Música da Sé de Évora- Ligações à Música do Paço Ducal de Vila Viçosa" a Associação Eborae Mvsica promove no dia 12 de outubro, às 19h00, na Sé de Évora, o concerto de música da renascença pelo Officium Ensemble, direção de Pedro Teixeira e Capella Sanctae Crucis, direção de Tiago Simas Freire; 

Programa – Em conjunto serão interpretadas obras de Francisco Gerrero, Duarte Lobo, Diego Ortiz, Estevão de Brito, Aires Fernandez, Manuel Cardoso e Fernando de Almeida.

Officium Ensemble, sob a direção de Pedro Teixeira, interpreta música desde o peíodo da renascença até ao início do barroco, com músicas das escolas portuguesa, espanhola, franco-flamenga e inglesa, com atenção especial à música antiga de Portugal e, mais especificamente, à música da Catedral de Évora.
Pedro Teixeira dirige o Coro Ricercare, onde trabalhou com Paulo Lourenço, é diretor artístico do Grupo Vocal Officium e das «Jornadas Internacionais Escola de Música da Sé de Évora», organização de Eboræ Musica – Associação Musical de Évora, que cota já com mais de vinte edições anuais.
capela_sanctae_crucis.jpg

Os músicos da Capella Sanctae Crucis juntaram-se sob a direção de Tiago Simas Freire. São oriundos de diferentes escolas e países: CNSMD Lyon, ESMUC Barcelona, Conservatório de Haia, Escola de Música de Genebra e ESMAE Porto. A Capella Sanctae Crucis é o local de encontro das paixões destes músicos onde são óbvias: a emoção da proximidade com as fontes; o aprofundamento permanente e o experimentalismo; a admiração pela música renascentista; o entusiasmo das metamorfoses emocionais da música barroca primitiva; e a ambição de descobrir repertórios portugueses pouco conhecidos pelos músicos e pelo público. Neste Concerto além de Tago Simas Freira (corneta histórica) participam Paulo Lopes e Castro (charamela), David Yoseph Yacus (sacabuxa) e José Rodrigues Gomes (baixão).

Tiago Simas Freire, diretor da Capella Sanctae Crucis é fundador e diretor artístico da Capella Sanctae Crucis na qual revela a sua pesquisa sobre fontes inéditas da música portuguesa. Na sua investigação foi convidado a desenvolver oficinas na Escola Superior do Porto e tem desenvolvido trabalho com o CRR de Paris, Lyon, o Conservatório Real de Bruxelas, e Aveiro e Coimbra.

No mesmo dia em Vila Viçosa, na Igreja dos Agostinhos às 18h00 haverá uma conferência por Bernadette Nelson, seguida de Concerto por La Grande Chapelle (apenas vozes), sob a direção de Albert Recasens, que interpretarão obras de Duarte Lobo, Estevão de Brito, Filipe de Magalhães e manuel Cardoso seguido da Missa Pro Defunctis de Tomás Luis de Victoria.

Ler mais...
 
12 OUT, 19h00 - Concerto por Officium Ensemble e Capella Sanctae Crucis, Sé de Évora Imprimir e-mail

Officium Ensemble e Capella Sanctae Crucis na Sé de Évora

No âmbito das XXII Jornadas Internacionais "Escola de Música da Sé de Évora- Ligações à Música do Paço Ducal de Vila Viçosa" a Associação Eborae Mvsica promove no dia 12 de outubro, às 19h00, na Sé de Évora, o concerto de música da renascença pelo Officium Ensemble, direção de Pedro Teixeira e Capella Sanctae Crucis, direção de Tiago Simas Freire; 

Programa – Em conjunto serão interpretadas obras de Francisco Gerrero, Duarte Lobo, Diego Ortiz, Estevão de Brito, Aires Fernandez, Manuel Cardoso e Fernando de Almeida.

Officium Ensemble, sob a direção de Pedro Teixeira, interpreta música desde o peíodo da renascença até ao início do barroco, com músicas das escolas portuguesa, espanhola, franco-flamenga e inglesa, com atenção especial à música antiga de Portugal e, mais especificamente, à música da Catedral de Évora.
Pedro Teixeira dirige o Coro Ricercare, onde trabalhou com Paulo Lourenço, é diretor artístico do Grupo Vocal Officium e das «Jornadas Internacionais Escola de Música da Sé de Évora», organização de Eboræ Musica – Associação Musical de Évora, que conta já com mais de vinte edições anuais.

Os músicos da Capella Sanctae Crucis juntaram-se sob a direção de Tiago Simas Freire. São oriundos de diferentes escolas e países: CNSMD Lyon, ESMUC Barcelona, Conservatório de Haia, Escola de Música de Genebra e ESMAE Porto. A Capella Sanctae Crucis é o local de encontro das paixões destes músicos onde são óbvias: a emoção da proximidade com as fontes; o aprofundamento permanente e o experimentalismo; a admiração pela música renascentista; o entusiasmo das metamorfoses emocionais da música barroca primitiva; e a ambição de descobrir repertórios portugueses pouco conhecidos pelos músicos e pelo público. Neste Concerto além de Tago Simas Freira (corneta histórica) participam Paulo Lopes e Castro (charamela), David Yoseph Yacus (sacabuxa) e José Rodrigues Gomes (baixão).

Tiago Simas Freire, diretor da Capella Sanctae Crucis é fundador e diretor artístico da Capella Sanctae Crucis na qual revela a sua pesquisa sobre fontes inéditas da música portuguesa. Na sua investigação foi convidado a desenvolver oficinas na Escola Superior do Porto e tem desenvolvido trabalho com o CRR de Paris, Lyon, o Conservatório Real de Bruxelas, e Aveiro e Coimbra.

No mesmo dia em Vila Viçosa, na Igreja dos Agostinhos às 18h00 haverá uma conferência por Bernadette Nelson, seguida de Concerto por La Grande Chapelle (apenas vozes), sob a direção de Albert Recasens, que interpretarão obras de Duarte Lobo, Estevão de Brito, Filipe de Magalhães e manuel Cardoso seguido da Missa Pro Defunctis de Tomás Luis de Victoria.

Ler mais...
 
dia 11, 19h00, Concerto, na Sé de Évora, por “La Grande Chapelle” direção de Albert Recasens Imprimir e-mail

Concerto por La Grande Chapelle nas Jornadas Internacionais de Música

 A Associação Eborae Mvsica promove, no Convento dos Remédios e na Sé de Évora, e também em Vila Viçosa, entre 10 e 13 de Outubro, as XXII Jornadas Internacionais "Escola de Música da Sé de Évora- Ligações à Música do Paço Ducal de Vila Viçosa".
la-grande-chapelle-de-madrid.jpg

No dia 11 às 19h00 realiza-se um Concerto, na Sé de Évora, por “La Grande Chapelle” direção de Albert Recasens

O programa, que será interpretado apenas por vozes, inclui obras da Polifonia de Espanha e Portugal, dos secs XVI e XVII como obras de Critóbal de Morales, Francisco Guerrero, Alonso Lobo, Tomás Luis de Victoria, Manuel Cardoso, Diogo Dias Melgás e Duarte Lobo.
La Grande Chapelle, dirigida por Albert Recasens, é um conjunto vocal e instrumental de música antiga com uma vocação europeia, cujo principal objetivo é fazer uma nova leitura das grandes obras vocais espanholas dos séculos XVI a XVIII, com uma predileção especial para a produção policoral do barroco. Ao mesmo tempo, tem o propósito de contribuir para a recuperação do repertório musical hispânico.
La Grande Chapelle já se apresentou em grandes ciclos de Espanha e na Europa. Em 2010, recebeu o I Prémio FestClásica (Associação Espanhola de Festivais de Música Clássica), pela sua contribuição para a recuperação da interpretação espanhola de músicas inéditas.
albert_recasens.jpgAlbert Recasens começou os seus estudos musicais sob a orientação de seu pai, Angel Recasens pedagogo e diretor. Participou em inúmeros cursos e seminários sobre pedagogia musical, canto coral e regência. Em 2005, iniciou um projeto para restaurar o património musical espanhol. Em 2007, assumiu a direção artística de La Grande Chapelle. Em 2010, recebeu o I Prémio FestClásica (Associação Espanhola de Festivais de Música Clássica), pela sua contribuição para a recuperação de interpretação espanhola e músicas inéditas.

Ler mais...
 
Destaques
Próximos Eventos
Julho 2019 Agosto 2019 Setembro 2019
Se Te Qu Qu Se Do
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31
Notícias RSS
Newletter




22235734 Visitas