Associação Musical de Évora
Historial
Escola de Música da Sé de Évora
Coro Polifónico
Formação
Programação
Arquivo
Conservatório Regional de Évora
Historial
Educação/Ensino
Cursos
Projeto Educativo
Regulamento Interno
Informações
Horários
Professores
Programação
Notas Musicais
Arquivo
23 e 30 Nov, 18h00 - Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e Recital por António Rosado. A VER! Imprimir e-mail

23 e 30 Nov, 18h00 - Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e Recital por António Rosado. XV Ciclo de Concertos “Música no Inverno”. Convento dos Remédios, Évora.

A Associação Eborae Mvsica organiza, em novembro e dezembro, sempre às 18h00, o XV Ciclo de Concertos "Música no Inverno”, no Convento dos Remédios. Este Ciclo visa promover eventos musicais que possam contribuir para qualificar a oferta cultural a nível do Turismo Cultural. Pretende aprofundar a relação entre o património construído, neste caso a Igreja do Convento dos Remédios, em Évora, e a adequação de uma oferta musical regular à fruição pelo público e à participação de grupos musicais regionais, nacionais e estrangeiros. Pretende, ainda, apresentar obras dos sécs XX e XXI.

No próximo dia 23 terá lugar um concerto pela Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras sob a direção do Maestro Nicolay Lalov e no dia 30 um Recital de Piano por António Rosado.
occo_19.png

Programa de dia 23 - "CROSSOVER CONCERT"- K.Wreede - Canis Fluff da “The Felix Suite”; A. Piazzola- Chador, Libertango; Er.Nazareth- Floraux (arr. M. McLean); À. Villoldo -El Choclo (arr. M. McLean), Kalisay (arr. M. McLean),Tango Criollo (arr. M. McLean); G. Rodriguez - La Cumparsita (arr. M. McLean); M.. Mclean- Tango, Rhumba, Fandango.Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras - A Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO), fundada em 2000, é uma formação apoiada pelas Câmaras Municipais de Cascais e de Oeiras e pela Direcção Geral das Artes. Considerada, uma das melhores formações deste género em Portugal, a OCCO é atualmente um elemento fundamental da vida cultural dos Concelhos de Oeiras e de Cascais. A uma temporada intensa dividida entre concertos sinfónicos, recitais de música de câmara e animações juntam-se atuações em quase todas as regiões de Portugal e várias apresentações no estrangeiro. Em 2012, a Câmara Municipal de Cascais atribuiu à OCCO a Medalha de Mérito Cultural pelo seu contributo à cultura e à arte. Em 2019, foi-lhe concedido o Alto Patrocínio pela parte da Presidência da República Portuguesa. A OCCO foi criada e é, atualmente, dirigida pelo Maestro Nikolay Lalov.

antniorosado_19.jpg


Programa de dia 30 - Maurice Ravel (1875 - 1937) - Sonatina: I. Moderé, II Mouvement de menuet, III Animé; Armando José Fernandes (1906 - 1983) - 5 Prelúdios op.1; Luís de Freitas Branco (1890 - 1955) - Prelúdios dedicados a Vianna da Mota: Nº 6 - Moderadamente animado, Nº 7 - Muito moderado, Nº 8 - Muito animado; Claude Debussy (1862 - 1918) - Prelúdios: “Broulliards”, “Feuilles mortes”, “La Puerta del vino”; Fernando Lopes-Graça (1906 - 1994) - Suite 5 : I Prelúdio, II Vesperal, III Contradança, IV Barcarola, V Loa, VI Tocatina; Francis Poulenc (1899 - 1963)- Suite Napoli; I.Barcarole, II. Nocturne, III. Caprice Italien

António Rosado. Dele disse a revista francesa Diapason que é um “…intérprete que domina o que faz. Tem tanto de emoção e de poesia, como de cor e de bom gosto." António Rosado tem uma carreira reconhecida nacional e internacionalmente, corolário do seu talento e do gosto pela diversidade, expressos num extenso repertório pianístico. Estudou no Conservatório Nacional de Música de Lisboa, partindo aos dezasseis anos para Paris onde foi discípulo de Aldo Ciccolini no Conservatório Superior de Música e nos Cursos de Aperfeiçoamento em Siena e Biella. Já se apresentou a solo inúmeras vezes com orquestras nacionais e internacionais, e a sua discografia contempla obras marcantes do repertório para piano solo e de música de câmara. Laureado pela Academia Internacional Maurice Ravel e pela Academia Internacional Perosi, pelo Concurso Internacional Vianna da Motta e pelo Concurso Internacional Alfredo Casella de Nápoles. Em 2007 foi distinguido pelo Governo Francês com o grau de Chevalier des Arts et des Lettres.

O ciclo prossegue no dia 7 de Dezembro – Quinteto de Cordas – Susana Nogueira e Luis Rufo (violinos), Bruno Correia (viola d’arco), Samuel Santos (violoncelo), Hugo Monteiro (contrabaixo) e termina no dia 14 de dezembro com o Concerto de Natal pelo Coro Polifónico “Eborae Mvsica” acompanhado ao piano por Ana Filipa Luz, sob a direção de Eduardo Martins.




A Organização é da Associação Eborae Musica entidade financiada pelo Ministério da Cultura- DGArtes e Direção Regional de Cultura do Alentejo, com Co-Produção da Câmara Municipal de Évora, e apoio de: Diário do Sul, A Defesa, Registo, Antena 2  e Rádio Diana.
 
Destaques
Próximos Eventos
Dezembro 2019 Janeiro 2020
Se Te Qu Qu Se Do
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31
Notícias RSS
Newletter




23045599 Visitas